Centrais sindicais, movimentos sociais e institutos de pesquisa realizam live com o lema “Trabalhar, sim! Morrer, não! Vacina para todos e todas!”

A realidade de trabalhadoras e trabalhadores que não puderam exercer seus ofícios de casa durante a pandemia da Covid-19 trouxe um cenário catastrófico para o mundo do trabalho: frentistas de posto de gasolina tiveram um aumento de 68% na comparação das mortes entre janeiro e fevereiro de 2020 (pré-pandemia), operadoras e operadores de caixa de supermercado perderam 67% mais companheiras e companheiros de trabalho, motoristas de ônibus tiveram 62% mais mortes e, entre vigilantes, incluindo os terceirizadas/os, o número é de 59% de mortes a mais.

Esses dados foram levantados pelo jornal EL PAÍS, pelo estúdio de inteligência de dados Lagom Data, segundo informações do Ministério da Economia. A partir desse contexto, centrais sindicais, movimentos sociais e instituições de pesquisa promovem, nesta quarta-feira (28), a live “Trabalhar, sim! Morrer, não! Vacina para todos e todas!”, em virtude do Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, relembrado todo dia 28 de Abril.

A data passou a ser comemorada após um acidente ocorrido no ano de 1969, quando 78 mineiros morreram em explosão na mina de Farmington, em Virgínia, nos Estados Unidos. A OIT (Organização Internacional do Trabalho) adotou, em 2003, o 28 de abril como data oficial da segurança e saúde nos locais de trabalho.

A programação da live começa a partir das 13h30, com falas de representantes sindicais, pontuando os desafios enfrentados pela classe trabalhadora durante o período de pandemia da Covid-19. A programação contará com a presença de José Reginaldo Inácio, presidente da Nova Central, secretário de educação da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria (CNTI) e diretor de estudos e pesquisas do Observatório Sindical Brasileiro Clodesmidt Riani (OSBCR), que irá falar sobre os Direitos Humanos e Sociais dos Trabalhadores em tempos de pandemia. Em seguida, a fala será do psicólogo e psicanalista Rodrigo Torres Oliveira, que irá debater sobre Direitos Humanos e Saúde Mental na Pandemia.

Fazem parte da organização do evento o Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais (CES/MG), a Comissão Intersetorial de Saúde da Trabalhadora e Trabalhador de Minas Gerais (CISTT/MG), o Fórum Sindical e Popular de Saúde e Segurança do Trabalho de Minas Gerais (FSPSSTT/MG), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, a Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), a União Geral dos Trabalhadores (UGT), o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (SIND-SAÚDE), o Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais (SINDIPETRO/MG), o Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região, o Movimento Popular pela Soberania da Mineração (MAM), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Observatório de Saúde do Trabalhador (OSAT).

Serviço
Live “Trabalhar, sim! Morrer, não! Vacina para todos e todas!”
Quando: Quarta-feira (28), a partir das 13h30
Acesse: youtube.com/c/cesmg

164 total views, 3 views today

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Accessibility