Uso de máscaras obrigatório

Belo Horizonte foi mais uma cidade a decretar o uso de máscaras obrigatório devido a pandemia da Covid-19

A Prefeitura de Belo Horizonte decretou no dia 17 deste mês o uso obrigatório de máscaras para quem precisa circular pelas ruas da cidade. A medida é uma tentativa de controlar o risco de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19) na capital e foi adotada seguindo os exemplos da Região Metropolitana de Belo Horizonte, em que cidades como Santa Luzia, já adotaram tais precauções há mais tempo. Por enquanto, será proibida a entrada em locais públicos sem a utilização de máscaras. A Prefeitura anunciou que estão sendo encomendadas máscaras para serem distribuídas às populações vulneráveis.

Qual máscara devo usar?

Quando a Covid-19 surgiu no Brasil tiveram início as discussões sobre o uso das máscaras, dentre elas quem deveria fazer a utilização desse equipamento. É um fato que a máscara tem maior eficácia quando usada na pessoa que está doente, porém no cenário atual, em que muitas pessoas podem estar contaminadas sem apresentar sintomas da doença, é de extrema importância que seja seguida a orientação das autoridades de saúde.

É preciso estar atenta e atento a forma correta de utilizar as máscaras, lembrando que nenhuma terá 100% de proteção, se não houver medidas de higienização (como lavar bem as mãos com água e sabão) e praticar o isolamento social. Medidas como estas podem salvar vidas, diminuindo a demanda por serviços de saúde e aumentar a segurança de todas as trabalhadoras e trabalhadores que estão na linha de frente no atendimento às usuários e usuários.

Máscaras Cirúrgicas

Entre os tipos mais comuns de máscaras, estão as cirúrgicas, que são as mais utilizadas e são descartáveis, ou seja, você precisa fazer a troca a cada vez que sair na rua. A maior parte das gotículas expelidas permanece na máscara, reduzindo a exposição das outras pessoas às secreções e protegendo das gotículas de maiores dimensões que possam conter vírus ou bactérias.

Máscaras de tecido

Já as máscaras de tecido que podem ser compradas ou feitas manualmente (veja um tutorial disponibilizado pelo ministério da saúde de como fazer uma máscara de tecido caseira). Tais máscaras devem ter, no mínimo, duas camadas de tecido.  Quando as máscaras de tecido são feitas com várias camadas, reduzem a exposição das outras pessoas às gotículas expelidas. Ainda assim, exigem que a distância social seja respeitada, devem ser devidamente higienizadas (lavando com água e sabão e/ou água sanitária) e não podem ser compartilhadas. A recomendação é que cada pessoa que utilize esse tipo de máscara tenha no mínimo duas.

Máscaras N95

Outra máscara que está sendo bem utilizada por brasileiras e brasileiros são as chamadas máscaras de proteção, como a N95 indicadas a profissionais de saúde que fazem contato direto com pacientes e casos suspeitos da Covid-19. Essas máscaras impedem quem a utiliza de inalar aerossóis (pó, fumo, névoa) vapores e gases (desinfetantes, gases anestésicos) perigosos para a saúde e principalmente protege de agentes infecciosos transmissíveis por via aérea, inclusive da contaminação por vírus do tipo coronavírus. Algumas delas são filtrantes como a denominada Respirador FFP3 que filtra cerca de 99% das partículas que circulam no ar, incluindo as mais pequenas sendo bem útil na proteção contra a Covid-19.

Tempo e cuidados no uso

A utilização de forma correta das máscaras ajuda na prevenção e contenção do vírus, mas devemos prestar atenção na forma de utiliza-las também. Escolhida a melhor máscara para a sua necessidade preste atenção ao seu tempo de uso e maneiras de se a utilizar. As máscaras reutilizáveis quando se tornam úmidas devem ser higienizadas com água e sabão, e as descartáveis mais comuns como as cirúrgicas têm vida útil de 2 horas, precisando ser descartada e substituída em seguida, ou caso fiquem úmidas.

Cuidado ao retirar a máscara para não se contaminar, pegando sempre pelo elástico. Bem como ao colocá-las certifique-se de que cubra seu nariz, boca e queixo, bem como a ajuste de modo a não sobrarem espaços pelos quais possa se contaminar.

Caso possa, fique em casa.

317 total views, 10 views today

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Accessibility