APSRedes publica experiência do CES-MG sobre o uso de ferramentas de comunicação virtual para as plenárias regionais

Para fortalecer o controle social durante a pandemia, o Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais (CES-MG) realiza plenárias regionais online para dialogar e fortalecer os Conselhos Municipais do estado frente à pandemia e à disponibilidade de leitos na região, para não parar as atividades, discutir sobre a criação de colegiados regionais, conhecer as demandas de cada município e tomar decisões em consenso para o enfrentamento da covid-19.

Com o intuito de manter as atividades de apoio aos conselhos municipais e na atuação no combate à pandemia, com ações, diálogo e orientações de controle social, o CES-MG criou as plenárias regionais, “Minas Gerais é dividida em 14 regiões de saúde, com a pandemia, as plenárias presenciais foram suspensas, e para fortalecer o controle social mediante à covid-19 iniciamos as plenárias virtuais e começamos pelas regiões em que o cenário estava mais crítico. O objetivo era compreender a atuação do controle social na região,  conhecer e detalhar a situação de saúde em relação à covid-19 e a disponibilidade de leitos em cada região, fortalecer os conselhos e incentivar as reuniões virtuais, não parar as atividades, incentivar a participação nos Comitês Municipais de Enfrentamento à covid-19 e, principalmente, combater a covid-19 na região”, explica o Vice-Presidente do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais, Ederson da Silva.

Ao falar sobre a implementação futura dos colegiados regionais dos Conselhos Municipais para enfrentamento da pandemia, Ederson da Silva pontua: “Não podíamos deixar os conselhos desassistidos, então resolvemos fazer as plenárias de forma virtual para dar suporte aos conselhos municipais, e a partir delas, discutirmos sobre a criação dos colegiados (mesa diretora na região como referência do Conselho Estadual de Saúde para dialogar com os Conselhos Municipais da região, com foco em fortalecer o controle social durante a pandemia). Para as regiões que tiveram muita dificuldade com o online, a equipe de comunicação do Conselho forneceu orientações técnicas”.

Segundo o relato da experiência, foram criados 13 grupos de Whatsapp, um para cada região de saúde, para divulgação das informações da covid-19, esclarecimento para a habilitação de leitos covid-19 nos hospitais de referência e aproximação dos Conselhos Municipais de Saúde da região. “Nossas demandas aumentaram devido ao grupo do WhatsApp, pois lá surgem perguntas e solicitamos o envio de emails para respondermos todas as demandas que têm aparecido em maior quantidade. Estamos focados em responder às necessidades dos(as) conselheiros(as) dos municípios”, explica o Vice-Presidente do CES-MG.

As plenárias iniciaram em junho de 2020 e totalizaram 13 encontros, “A resposta foi tão positiva que já iniciamos a segunda rodada das plenárias 2021, teve 76 participantes, entre eles, profissionais da saúde, conselheiros municipais, com o tema “Como estará a situação do conselho após a pandemia”, para tratar questões municipais de saúde e dos leitos dos hospitais”, comenta Ederson da Silva.

Sobre a experiência ser inovadora, Ederson da Silva finaliza: “É a primeira vez que experimentamos plenárias regionais, tínhamos receio da forma virtual, mas essa plenária online possibilitou o CES ter contato com os municipais nesse período, não teríamos conseguido senão tivéssemos tentado, foi um grande ganho ao Conselho realizar as plenárias e fazer com que os conselheiros não se sintam sozinhos”.

Para mais informações sobre o Laboratório de Inovação – Conselhos de Saúde e Participação Social na resposta à Covid-19 acesse: apsredes.org/participacao-social-na-resposta-a-covid-19/

Fonte: Laboratório de Inovação – Conselhos de Saúde e Participação Social na resposta à Covid-19

94 total views, 1 views today

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Accessibility